Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

A NECESSÁRIA RELATIVIZAÇÃO DOS TÍTULOS JORNALÍSTICOS

07 dezembro 2010

Mais de mil queixas por erro e negligência na saúde foram feitas desde 2002.
Título de 1ª página do jornal Público. Parece serem muitas e ser um grave problema, afectando médicos e não só.
Mas se tivermos em conta que só no ano de 2007 (último ano com estatísticas publicitadas pela DGS quanto a recursos e produção do SNS) foram efectuadas nos Centros de Saúde e Hospitais do SNS, e no total,  umas significativas 50.347.454 consultas médicas, e se considerarmos que essa tendência de consumismo de actos médicos até tem vindo a aumentar todos os anos, não andaremos muito longe da verdade se considerarmos terem sido efectuadas desde 2002 cerca de 250 milhões (sim, milhões) de consultas e inerentes actos médicos.
Uma elementar regra de três simples faz-nos chegar a uma percentagem de queixas por erro e negligência, no que aos médicos respeita, de 0,0004 % ou quatro décimas de milésima...
Ou seja: uma percentagem irrisória!
Mas atenção que o problema do erro e da negligência não deve ser escamoteado... deve ser enfrentado numa tentativa de se chegar ao zero... mas tal não implica que se tome a nuvem por Juno.
Fica pois aqui a chamada de atenção.

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio