Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

A mentira como arma política

19 agosto 2011

Sempre o dissemos.

Os únicos números sérios eram os do Tribunal de Contas - cerca de 1.500.000 de portugueses inscritos em Centros de Saúde sem Médico de Família.

O anterior Governo martelou o número até à exaustão e nunca aceitou mais de 500.000 utentes inscritos sem Médico de Família.

Agora, segundo o Diário Económico, a ACSS, através do Relatório de Actividades dos agrupamentos de Centros de Saúde, referente a 2010, confirma o que até há pouco tempo era tabú.

Mas o mais trágico são as assimetrias regionais elevando o Algarve e Lisboa a níveis de escandalo com mais de 25% dos utentes sem MF.

Relembramos que há/havia uma exotérica Comissão de Acompanhamento da Reforma dos Cuidados de Saúde Primários que em 2 anos de frete político nunca escreveu uma linha sobre esta matéria ou sequer apontou uma singela medida para a minorar.

Ignorar olimpicamente a questão resulta na situação actual: mais de 600 MF abandonaram os CS, incapazes de suster as extraordinárias dificuldades de atendimento condigno destes doentes e de aceitar as assimetrias dramáticas com o modo de trabalho nas USF.

Partilhar

Tags

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio