Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Ver para crer...

26 agosto 2011

São mais de quatro os milhões de euros que os hospitais têm de repor aos médicos e enfermeiros que viram as suas horas extraordinárias de 2010 serem taxadas ilegalmente no início deste ano. A regularização da situação terá de ser feita dentro de dois meses.

"Este assunto já foi decidido e a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) irá dar orientações aos hospitais para que, até Outubro, esteja tudo efectivamente resolvido", disse ontem ao "Jornal de Negócios" fonte oficial da ACSS, revelando que o "montante em causa ronda os quatro milhões de euros".

Notícia completa

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio