Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Clínicas de diálise querem despachar doentes com hepatite B

23 outubro 2011

Simédicos tem em seu poder cópias de ofícios endereçados pela empresa NephroCare, com sede em Lisboa, dirigida às ARS do Algarve, Centro, Lisboa e Vale do Tejo e Norte, datada de 6 de Outubro de 2011 e referente a "Desactivação da sala de diálise afecta ao tratamento de doentes portadores do vírus da hepatite B".

Os locais afectados, clínicas de hemodiálise, também estão listadas e são: no Algarve, a de Faro, no Centro, as de Coimbra, Guarda e Viseu, em Lisboa, as do Lumiar e do Barreiro e no Norte as de Ponte da Barca, Braga, Gaia, Feira e Maia.

Estes ofícios, assinados pelo Presidente do CA, Ricardo Adolfo Carballo da Silva e pelo Vogal do CA, António José de Castro Guerreiro, enviados com Aviso de Recepção, destinam-se a informar que a partir de Novembro os portadores de vírus da hepatite B, ali clara e nominalmente listados, devem ver as ARS diligenciar para a sua transferência para Unidades de Hemodiálise alternativa.

Esta medida, absolutamente louca do ponto de vista ético e técnico, tem por base a contenção de custos a que as empresas de diálise se auto-submeteram após a redução de preço compreensivo imposto por Despacho recente.

Uma das formas de reduzir custos é aumentar o rácio de enfermeiros doente, de 5 para 6, ao arrepio de todas as normas internacionais sobre a matéria e, mais grave, eliminar as salas isoladas para doentes com hepatite B.

A posição de monopólio das clínicas de diálise leva-as a exprimir, sem rodeios, a que se destina o ofício:

- informar-nos sobre o procedimento e respectiva instrução de alteração do processo do licenciamento e da convenção decorrente da alteração aqui comunicada.

Nunca, que Simédicos se lembre, assistimos a uma atitude tão rude, tão drástica e tão prepotente:

recusar fazer diálise a portadores de vírus de hepatite B.

Tem a palavra o Ministro e o Governo.

Ou se mantém reféns de monopólios cegos ou impõem moral e ética a quem não a tem.

Partilhar

Tags

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio