Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Grupo Técnico dos CSP “aperfeiçoa” remuneração das USF

02 dezembro 2011

Para que não restem dúvidas sobre quais as verdadeiras intenções do grupo técnico para o desenvolvimento dos cuidados de saúde primários, criado na directa dependência do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, Fernando Leal da Costa, pelo Despacho 13312/2011, de 4 de Outubro, publicamos hoje o documento intitulado “Aperfeiçoamento do modelo retributivo e de incentivos nas unidades de saúde familiar”, na “versão de 2011.11.30”.

Neste importante e douto documento, eivado de inteligência gestionária, salta à vista, em pregnante caixa, que a análise e revisão do modelo deve ter como objectivo essencial:

"Aperfeiçoar e tornar mais efectivos e justos o modelo retributivo das equipas das USF em modelo organizativo B e o sistema de incentivos a todas as USF".

Convém recordar, para memória e prestação de contas futura, que no referido grupo estão muitos médicos, de várias áreas profissionais, a saber:

  • Vitor Manuel Borges Ramos, assistente graduado sénior da carreira médica, área profissional de medicina geral e familiar;
  • Alcindo Maciel Barbosa, assistente graduado sénior da carreira médica, área profissional de saúde pública;
  • Carlos Alberto Jesus Nunes, assistente graduado da carreira médica, área profissional de medicina geral e familiar;
  • Cristina Maria Pires Ribeiro Gomes, médica;
  • Luis Ferreira Marquês, assistente graduado sénior da carreira médica, área rpofissional de saúde pública;
  • Maria da Luz Carvalho dos Santos Pereira, assistente graduada da carreira médica, área profissional de medicina geral e familiar;

Ao Senhor Ministro convém deixar o alerta: está a comprar uma bonita guerra ao dar asas a este grupo, sob a alçada do seu SE.

Mexer nas remunerações das USF modelo B quando tanto se tem feito, ilegalmente, para que só alguns iluminados e protegidos lá cheguem, obrigando a um calvário intermédio e estagiário em modelo A, moda inventada por exclusivo critério económico pela anterior Missão, é dar uma machadada em todo o percurso das USF, é penalizar quem ousou dar um passo em frente, é trair o esforço e a dedicação de muitos, agora marcados por mão “amiga” para pagar, em dobro, o esforço a que todos os médicos são obrigados para pagar os desmandos políticos.

Este Governo parece prosseguir um lema: 

Matar o que se distingue (SNS), ferir gravemente o que se diferencia (USF).

Doc Remuneração USF Link

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio