Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Médicos ameaçados de despedimento em Cascais

12 janeiro 2012

Simédicos soube, de fonte limpa, que há ameaça de despedimentos no Hospital de Cascais. Dezenas de enfermeiros e auxiliares e, pelo menos, 68 médicos, parecem fazer parte do downsizing decidido pelo novo Conselho de Administração, pertença do HPP, empresa da CGD.

Este nivelamento em baixa estaria a ser assumido como forma de adequar os quadros de pessoal ao valor financeiro da PPP negociado com o Governo. Isto é, perante um mau negócio, pelo que se sabe insuficiente para garantir a assistência contratualizada, parece que a opção é despedir, reduzir oferta cirúrgica de forma drástica para criar rentabilidade.

Nesta decisão não cabe, como sempre, o interesse dos doentes daquele Hospital que, inevitavelmente, vão ver crescer exponencialmente os tempos de espera para consulta, internamento e cirurgia.

De relevo o despedimento médico que se perspectiva, por ser uma novidade e por apanhar de surpresa quem acreditou numa carreira naquela Unidade do SNS.

Alguns sairam a tempo para outra controversa Unidade - a PPP do BES em Loures. Outros, por estarem em rctfp poderão ver-se em mobilidade e á porta da ARS de Lisboa e Vale do Tejo. Alguns outros, infelizmente, que se exoneraram da Função Pública, acreditando em vendedores de sonhos, para subscreverem belos contratos sem o crivo sindical, podem agora ir porta fora com indemnizações de miséria, conhecendo o impensável: o despedimento. 

Tempos negros que não parecem poupar nada nem ninguém.

 

 

Partilhar

Tags

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio