Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Oftalmologia do CH Médio Tejo

29 outubro 2012

Depois do Acordo feito com os Sindicatos Médicos e depois de várias declarações públicas sobre o carácter residual do trabalho das empresas de prestação de serviços, um pouco por todo o país esses propósitos são contrariados.

Veja-se o caso do CHMT onde, para justificar a contratação de médicos em prestação de serviços (e com contratos que estão no segredo do deuses), o conselho de administração do CHMT e o seu director clínico falseiam números, por exemplo em oftalmologia, afirmando que a lista de espera para cirurgia é de 4 meses e para consulta de 5 meses, quando os dados da própria instituição referem ser de 2,9 meses!!

Porque razão afirma o Sr. Director Clínico Dr. Paulo M. Vasco que a recuperação fica mais cara com os médicos do próprio hospital, se ela é feita nos moldes propostos pela administração e nem sequer através do SIGIC ou de pagamento de trabalho extraordinário?

Como pode o Sr. Director Clínico afirmar ser melhor utilizar as empresas, esquecendo que através delas não há formação, não há acompanhamento assistencial no internamento, e tudo num absoluto desrespeito pelas carreiras médicas e pela ética profissional...

O Secretariado Regional do SIM Lisboa deplora estas afirmações e exige que a situação seja corrigida e explicitada, nomeadamente qual a razão para se contratar um nº de cirurgias superior ao da dimensão da lista de espera.

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio