Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Médicos sozinhos em Serviços de Urgência

16 abril 2013

Decorridos quase 14 anos (29 de Maio de 1999), uma recomendação do Conselho Nacional Executivo da Ordem dos Médicos não só permanece válida como ganha toda a actualidade, face a previsíveis tentações dos responsáveis em tornearem as restrições financeiras mantendo serviços e horários de funcionamento com equipas mais reduzidas.

Recorde-se aqui essa recomendação:

O Conselho Nacional Executivo ponderou que:

  • …...
  • Tecnicamente é incorrecto um único médico responsabilizar-se por uma urgência, dada a eventual necessidade de técnicas e manobras como as de ressuscitação que implicam apoios, a eventualidade do acesso de mais que um doente urgente ou a necessidade de prestar acompanhamento na transferência para centros de nível superior.

Em consequência, o Conselho Nacional Executivo da Ordem dos Médicos recomenda:

  • Em nenhum caso, excepto em situações de emergência devidamente comprovada, deverá um médico ser "escalado" sozinho para um serviço de urgência não referenciado, em qualquer nível.
  • Do não-acatamento de tal recomendação serão responsabilizados os seus autores.
  • Foi solicitado aos serviços de contencioso a elaboração de documentos a serem utilizados pelos médicos, se constrangidos por superiores hierárquicos a exercer em condições técnicas desajustadas.
Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio