Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Urgências Metropolitanas Lisboa (Parte II)

27 agosto 2013

Depois de vários dias em que continuou a imperar a confusão informativa por parte da ARSLVT, dando o dito pelo não dito, a segunda parte desta telenovela acabou em nada!
A “coisa” deixou de ser “coisa”, aliás já o tínhamos dito anteriormente!
Após os alertas, ficou claro que a falta de preparação e consistência da “reestruturação” das urgências de Lisboa, obrigou a que fosse adiada, por muitas falhas, de planeamento estratégico, organização e localização, além de outras.
Estava-se mesmo a ver que este plano dava com os “burrinhos na água”!
Tivemos conhecimento desta “coisa”, através da comunicação social ao invés do que seria normal em processos desta natureza e que se querem fluidos e transparentes, como proceder ao debate público com os utentes e com os profissionais envolvidos…
À certeza absoluta e impreterível, que seria a 2 de Setembro o inicio da “coisa”, assistimos a um espectáculo televisivo degradante, na passada sexta-feira, do Sr. Secretário de Estado Adjunto e do Dr. Luís Cunha Ribeiro a adiar a data da “coisa”, sabe-se lá até quando.
Era evitável toda esta trapalhada instalada!
Era evitável o gasto de dinheiros públicos nesta mostra de má gestão!
O SIM sempre pugnou pela utilização racional de dinheiro do erário público, desde que não se ponha em causa a qualidade dos Serviços de Urgência no SNS, nem a vida dos cidadãos.
Voltamos a afirmar, se necessário até à exaustão, que é essencial que qualquer plano, este ou outro, com este nível de importância ou menor, tenham de ser absolutamente fluidos e transparentes, têm de ser conhecidos e debatidos com os representantes dos profissionais e os representantes dos utentes envolvidos!

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio