Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Os alindamentos de um político esquecido de que é médico

01 novembro 2013

Comentário de um distinto Cirurgião sobre as recentes declarações do Exmo. Secretário de Estado Leal da Costa:
Essa dos anéis, pulseiras e gravatas serem os responsáveis pela infeção hospitalar, "não me caiu no gôto!!!"
Então, vem um médico (sim o Sr. F. Leal da Costa é hematologista) acusar "as suas colegas" de que elas são as responsáveis pelo aumento da IH (Infeção Hospitalar) pelos anéis e pulseiras que usam???. Estes ornamentos são então o veículo transmissor de bactérias.
Que o Zé Povinho "ataque" o médico, já não gosto muito! agora... um médico atacando toda uma classe ao dizer isto!!!. Falou o Sr. L. da Costa do alto da sua vastíssima experiência nesta matéria. Como se hematologia e IH fossem coisas muito próximas.
Depois da notícia de que os estetoscópios são causa de IH, aguardo que o Sr. Secretário de Estado da Saúde nos envie estetoscópios descartáveis para baixarmos tão aviltante taxa.
Foi ainda dito do aumento da infeção (da ferida operatória - presumo) na cirurgia da vesícula (colecistectomia). Não sei qual é o estudo em que se baseiam, mas a percepção que eu tenho é que com a cirurgia laparoscópica além de outros benefícios que não vêm ao caso agora, foi a diminuição enorme da taxa de IH pós colecistectomia. Não concordo DE MANEIRA NENHUMA com o que foi dito. É bom saber que hoje em dia uma enormíssima percentagem das colecistectomias são por laparoscopia (que é para não dizer 99%).
Imaginem uma pessoa que vai ser operada à vesícula! Depois deste "alerta" fica em pânico! Eu ficaria!
No meu caso, nem no meu casamento usei gravata, apenas usei quando fiz exame de Consultor e Chefe de Serviço e papillon na 1ª comunhão!
Opero cólon e recto quase exclusivamente, mas como não uso gravata atribuo a Infeção da ferida operatória a quê? Talvez ao facto de mexer em material extremamente contaminado. Afinal são fezes, e as fezes não são como as rosas. Cheiram mal e costumam estar contaminadas e cheias de bactérias; por mais cuidado que se tenha, infelizmente a infeção da ferida é um risco constante.
Colegas:
Considero isto notícias "avulsas" destinadas a tapar o sol com uma peneira e tirar a atenção do povo para as questões que verdadeiramente interessam.
A IH poderá ter muito a ver com os Genéricos cuja percentagem de antibiótico na ampola (no caso deles) duvido muito que cheguem aos 80% exigidos para se ter margem de eficácia.
Todos sabemos que o lasix, omeprazol e etc., genéricos, não têm a eficácia que lhes é atribuída.
Se é verdade para estes fármacos, porque razão o não é para os antibióticos?
Se o Governo está constantemente a baixar o preço dos fármacos, não vão querer que os laboratórios mantenham a mesma qualidade por menos da metade do preço!
Mas é muito mais fácil atribuir a culpa ao médico (e ainda dá projeção nos telejornais).
Do meu ponto de vista, com a palavra a OM, para pelo menos questionar quais os estudos em que o Sr. Secretário de Estado se baseia para dizer o que disse.

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio