Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Greve no Sul e Regiões Autónomas

19 outubro 2017
Greve no Sul e Regiões Autónomas
Os médicos de Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve e regiões autónomas dos Açores e da Madeira estarão em greve no dia 25 de outubro de 2017!

Relembramos que após mais de um ano de reuniões infrutíferas no Ministério da Saúde, os médicos vêem-se novamente empurrados para o mais forte grito de protesto para com este Governo, uma greve médica.

O Sr. Ministro tem usado a comunicação social para publicitar várias decisões políticas, algumas bem controversas, com o objetivo de influenciar a população num jogo pouco sério.

Lamentavelmente este Ministro da Saúde não foi sensível aos problemas dos médicos, nem aos do Serviço Nacional de Saúde.

Mas os médicos do Sul e Regiões Autónomas lembram-se que:

- este é o ministério que quer pôr os médicos mais velhos a fazer urgência;
- este é o ministério que quer pôr os médicos mais novos a pagar para saírem do SNS no fim do Internato;
- este é o ministério que não abre o concurso para os recém-especialistas hospitalares;
- este é o ministério que demora meses a abrir e concluir o concurso para os recém-especialistas de MGF;
- este é o ministério que não quer rever a grelha salarial de base dos médicos;
- este é o ministério de um governo que quer boicotar para os médicos o descongelamento das carreiras e a sua possibilidade de progressão salarial desde 2004;
- este é o ministério que não repõe a remuneração pré-troika aos médicos mas paga mais de 100 milhões de euros(!) por ano a empresas de trabalho médico, aumentando a despesa com estas empresas e tarefeiros;
 - este é o ministério que impede a criação e progressão das USF ao não publicar o respetivo despacho;
- este é o ministério que recusa a redução de 18 para 12 horas semanais no Serviço de Urgência, impedindo assim o aumento do número de cirurgias e de consultas;
- este é o ministério que recusa a atribuição de tempo específico no horário normal e/ou de um suplemento remuneratório para todos os orientadores de formação independentemente da sua instituição ou área de exercício profissional;
- este é o ministério que recusa investir no SNS, enviando para o privado os utentes que deviam ser atendidos no SNS;
- este é o ministério que recusa a redução do número de utentes por Médico de Família para os valores pré-troika, mantendo a sobrecarga dos Médicos de Família e impedindo a resposta adequada aos utentes;
- este é o ministério que protela a criação de equipas dedicadas no Serviço de Urgência;
- este é o ministério que recusa a convergência da idade de aposentação dos médicos com outras profissões de maior risco/desgaste.

POR TUDO ISTO...

PELA DIGNIDADE DA PROFISSÃO MÉDICA, PELOS UTENTES E PELO SNS DE QUALIDADE,

OS MÉDICOS DO SUL E REGIÕES AUTÓNOMAS ESTARÃO EM GREVE NO DIA 25 DE OUTUBRO!
Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio