Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Bloco de partos sem Pediatras em Portimão

20 março 2018
Bloco de partos sem Pediatras em Portimão
Comunicado do SIM Algarve

O SIM Algarve manifesta enorme preocupação pelos recentes acontecimentos, de sábado passado, na maternidade do Hospital de Portimão.

Ocorreram dois partos sem que estivessem garantidas as condições mínimas para que tal sucedesse, ou seja, um dos casos com recurso a cesariana e com necessidade de reanimação do recém-nascido.

A ausência de Pediatras no serviço de urgência e no hospital, teria levado a um desfecho fatal, não fosse a intervenção do Anestesista que perante uma situação crítica procedeu à reanimação da criança, embora a sua obrigação fosse para com a mãe (anestesiada), sendo que a função de reanimar o recém-nascido, pela sua especificidade, compete ao Pediatra.

É assim, lamentável que se ponha em risco a vida dos recém-nascidos, no Hospital de Portimão, pela incapacidade e pela irresponsabilidade de quem gere o hospital.

É de tal modo gritante essa inépcia, que o Centro Hospitalar Universitário do Algarve recentemente apenas abriu concurso para um Pediatra, quando necessita de 14.

Serão as cativações que estão na origem desta poupança cega e insensata, ou apenas a incompetência?

Ambas são lamentáveis e indesejáveis na área da saúde!

Tal situação demonstra o falhanço total quer do CA do CHUA, quer do CD da ARS Algarve, ao não acautelarem de forma responsável, como lhes deve competir, as necessidades da região e dos Algarvios.

A população do Barlavento Algarvio, tem direito a ter as condições adequadas, para que os seus filhos nasçam com a mesma segurança relativamente a qualquer outra parte do país.

Faro, 20 de março de 2018

O Secretariado Regional do SIM Algarve

Partilhar

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio