Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

SIM Alentejo alerta partidos para os problemas do Litoral Alentejano

24 maio 2018
SIM Alentejo alerta partidos para os problemas do Litoral Alentejano
Aos vinte e três dias do mês de maio de 2018, às 10h00, teve lugar na sede da Delegação do Alentejo do Sindicato Independente dos Médicos, uma reunião entre o SIM Alentejo e o Partido Social Democrata de Grândola, com a presença de Sónia dos Reis (Presidente da Secção do PSD de Grândola) e de Pedro do Ó Ramos (Deputado), por parte do PSD, e pelo SIM, o Secretário Regional Armindo Ribeiro, sob o assunto referente às notícias acerca da dispensa de médicos dos cuidados de saúde em Grândola e no Hospital Litoral Alentejano e que teve a seguinte ordem de trabalho:

- A permanência de falta de médicos, principalmente na Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano;

- A contínua escassez de concursos para as múltiplas especialidades médicas e de progressão na carreira;

- A manutenção nos atrasos dos procedimentos concursais que continuam a contribuir para a desertificação dos mesmos;

- A falta de medidas de incentivo à fixação de médicos no Litoral Alentejano e suas consequências;

- A insuficiência do modelo de mobilidade dos grandes centros para a área do Alentejo Litoral.

- As débeis condições de trabalho e formação dos internos na fase crucial da sua aprendizagem.

- Risco eminente de encerramento de camas de diversas especialidades devido a falta de profissionais de saude agravando drasticamente os serviços prestados a população colocando em risco o proprio funcionamento do Hospital Litoral Alentejano.

- O aumento do número de transferências de doentes para a área da grande Lisboa.

- Dificuldades na gestão e prestação dos cuidados de saúde a nível do Serviço de Urgência Geral e Pediátrica;

- A contratação de médicos como tarefeiros através de empresas de recursos humanos (outsourcing) para assegurar o funcionamento de urgências hospitalares, não assegurando o futuro da prestação de cuidados médicos nesta região.

Após discussão dos assuntos acima referenciados o SIM-Alentejo e o PSD de Grândola entendem ser necessaria urgência do governo em assegurar condições laborais aos médicos no Litoral Alentejano, comprometendo-se a fornecer o seu apoio e intervenção nos interesses e direitos dos médicos.

Grândola, 24 de Maio de 2018

Partilhar

Tags

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio