Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Governação por despacho... ou de como sacudir responsabilidades

05 agosto 2020
Governação por despacho... ou de como sacudir responsabilidades
Quando não há recursos humanos suficientes nas unidades de saúde,

Quando os médicos e restantes profissionais das unidades de saúde pública estão exaustos e com uma sobrecarga de trabalho sobre-humana, sem dias de descanso durante semanas,

Quando, por inação e incapacidade de planeamento do Governo, não é humanamente possível responder em tempo útil às dezenas ou centenas de solicitações...

O que é que o Governo faz?

Emite um despacho a determinar o dever de celeridade.

Um despacho - Despacho n.º 7644/2020, de 4 de agosto - a determinar o dever de celeridade aos intervenientes na gestão de casos de doença COVID-19 e dos seus contactos.

Um despacho que determina o dever de celeridade às Autoridades de Saúde Pública, Unidades de Cuidados na Comunidade, forças de segurança, Proteção Civil Municipal, Serviços de Ação Social Municipais e ao Centro Distrital de Lisboa do Instituto da Segurança Social.

Senhores ministros, tenham o mínimo de respeito por quem trabalha todos os dias na linha da frente do combate à COVID-19 e dá muito mais do que aquilo a que está obrigado no seu trabalho.

O sentido de dever dos profissionais de saúde existe muito antes de qualquer despacho de Vossas Excelências.

Assumam também Vossas Excelências o dever de disponibilizar os recursos humanos e materiais adequados à resposta célere que tanto agora desejam.
Horas ExtraCalculadora

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio