Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

SIM reconhece o mérito de unir os médicos ao Sr. Vice-Presidente do Governo Regional, Dr. Artur Lima.

13 novembro 2022
SIM reconhece o mérito de unir os médicos ao Sr. Vice-Presidente do Governo Regional, Dr. Artur Lima.

O Sindicato Independente dos Médicos dos Açores, vem repudiar de forma veemente as declarações do Sr. Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores, Dr. Artur Lima, proferidas hoje, relativas à questão do trabalho suplementar após as 150 horas.

Não é aceitável a tentativa de colocar a população contra os médicos, mas essa mesma população, sabe que tem podido contar connosco ao longo dos anos.

Usar o eventual desconhecimento da população, relativamente a toda a situação e reduzindo a questão do dinheiro, quando o que tem sido recorrentemente afirmado é que a questão do dinheiro foi a gota de água, parece-nos uma fraca prestação para um distinto cargo.

Seja como for, cabia ao poder político ter tomado medidas atempadamente para que não se tivesse deixado a situação chegar a este ponto e dispensava-se bem o incendiar da situação com as declarações hoje proferidas.

Durante o dia de hoje e após as suas declarações, vários outros médicos terão colocado a indisponibilidade para prestar mais do que as 150 horas de trabalho suplementar obrigatório e que, percebendo a gravidade do que foi dito, muitos mais e inclusivamente de outras Instituições do Serviço Regional de Saúde estarão a ponderar fazer o mesmo. O mérito de unir os médicos é do Sr. Vice-Presidente, Dr. Artur Lima.

O exercício de um direito, previsto na Lei que existe para garantir a qualidade dos cuidados prestados, de dizer que estão cansados, que trabalham demais e em condições desajustadas e neste caso também desiguais relativamente aos médicos da Região Autónoma da Madeira, e do Continente que veem reconhecido o seu esforço acrescido desde à 3 anos, ser chamado pelo Sr. Vice-Presidente, Dr. Artur Lima, como rebelião, só demonstra desconhecimento.

Os médicos sempre tiveram a preocupação de garantir os cuidados aos Açorianos, lembremo-nos da recente pandemia, mas chegaram a um ponto de saturação e cansaço, e nno HDES especificamente, com enorme mal estar devido a um Conselho de Administração que frequentemente o Sr. Vice-Precidente, Dr. Artur Lima, defende de forma desproporcionada, em que não aguentam mais sem que hajam efetivas medidas que voltem a trazer a paz e o equilíbrio comparativamente a outros médicos do país.

Numa altura em que o Sr. Secretário Regional da Saúde e do Desporto, Dr. Clélio Meneses, apelou à pacificação e que tem procurado dialogar com os médicos para que volte a paz e a normalidade aos serviços, nomeadamente do HDES, vem o Sr. Vice-Presidente, Dr. Artur Lima, falar na falta de ética e deontologia médica.

O Sr. Vice-Presidente, Dr. Artur Lima, não tem qualquer autoridade para nos dar lições de ética e deontologia, tem é de trabalhar para que os Açorianos tenham acesso aos cuidados de saúde.

Apelamos ao Sr. Presidente do Governo Regional dos Açores, Dr. José Manuel Bolieiro, que exerça a sua liderança de forma rápida e clara, para que os Açorianos não fiquem sem assistência médica essencial, tomando em conjunto com o Sr. Secretário Regional da Saúde e do Desporto, Dr. Clélio Meneses, as medidas necessárias à pacificação e justiça, para que os médicos possam continuar a fazer o que sempre fazem, trabalhar. E trabalham muito.... centenas de horas para além das 40 semanais com 1800 euros líquidos mensais de especialistas altamente diferenciados.

Ponta Delgada, 11 de novembro de 2022

O Secretariado Regional do SIM/Açores

Partilhar

Tags

Horas ExtraCalculadora

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio