Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

É milagre, é milagre!!!!

26 janeiro 2011

Todos sabemos que a Senhora Ministra da Saúde tem uma sólida formação cristã católica romana.

O que não sabíamos era da sua capacidade notável para fazer milagres.

Mas faz.

Em 29 de Setembro de 2010, em ofício do Gabinete da Senhora Ministra da Saúde, endereçado ao Parlamento, em resposta a uma pergunta de um senhor deputado, afirmava:

"De acordo com o Relatório da Auditoria 27/09 do Tribunal de Contas, em 31 de Dezembro de 2008, 9.827.919 portugueses tinham médico de família. Sendo que o total de residentes no Continente é de cerca de 10,1 milhões de pessoas, e que cerca de 150 mil indicaram expressamente não desejarem ter médico de família, seria de 1.474.532 mil o número dos que não têm médico de família.

No entanto, o modelo de construção da base de dados de utentes - por fusão de cerca de 400 bases locais - não permitiu eliminar completamente as redundâncias, pelo que não é possível conhecer o número com exactidão. Está em curso um processo de contacto com os doentes potencialmente inscritos de forma duplicada, de modo a conduzir ao expurgo da lista".

Ontem, 25 de Janeiro de 2011, na Comissão Parlamentar de Saúde, a Ministra da Saúde Ana Jorge afirmou:

"Apesar do aumento do número de médicos de clínica geral e familiar, ainda há muitos utentes sem médico de família atribuído...Cerca de meio milhão de portugueses não tem actualmente médico de família... e estimava assegurar que todos os portugueses tivessem médico de família em 2015".

1º milagre - de Setembro de 2010 passamos de cerca de 1.500.000 utentes sem médico de família para cerca de 500.000 utentes sem médico de família.

2º milagre - foi possível o expurgo das listas de utentes, resolvendo em quatro meses uma incongruência informática com mais de uma década.

3º milagre - em 2010 aumentou o número de médicos de família em ano de anormal saída por reforma (total de 567 médicos dos quais cerca de metade médicos de família).

Ora com tanto milagre junto até o mais empedernido beato desconfia que a Ministra da Saúde lançou números sem sentido para Deputado ouvir, não fazendo a mais pequena ideia se eram verdade ou mentira.

A realidade dos Cuidados Primários é complexa de mais para se resolver com milagres de circunstância. Sejamos sérios ou será tarde demais.

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio