Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Contratualização - Manifesto do Bastonário da Ordem dos Médicos

24 março 2014

O Bastonário da Ordem dos Médicos, Prof. Dr. José Manuel Silva, tornou pública nas redes sociais o que pensa sobre a actual contratualização em Saúde, simultaneamente uma crítica contundente e um Manifesto.

NÃO, A ESTA CONTRATUALIZAÇÃO!

Vai ser o título do meu próximo editorial da Revista da Ordem, particularmente dirigido às UCSPs, mas também com aplicação às USFs.
Porém, como já está a decorrer esta falsa e imposta contratualização, cheia de indicadores enviesados, sem efectiva negociação e despida de quaisquer contrapartidas, deixo já aqui este meu conselho e o desafio a todos os Médicos de Família, particularmente às UCSPs.
Nas UCSPs, o que é que acontece se contratualizarem? Nada!
E o que é que acontece se não contratualizarem? Nada!
E o que é que acontece se cumprirem a contratualização? Nada!
E acontece alguma coisa se não cumprirem a contratualização? Nada!
Então, mantenham a dignidade e recusem esta pseudo contratualização.
Os Médicos têm a obrigação deontológica de praticarem medicina com respeito pelos doentes e cumprindo as leges artis. Não precisam de contratualização.
Muito particularmente, os médicos não precisam de uma contratualização que está a colocar o computador no centro da consulta, com prejuízo para os doentes e para a relação médico-doente, que, só por si, deve e deveria ser uma relação terapêutica.
Se o Ministério da Saúde quiser contratualizar alguma coisa, então que dialogue e retribua.
Até isso acontecer, peço a todos os Médicos das UCSPs que recusem e não assinem esta indigna contratualização. É uma questão de respeito e dignidade.
Quanto à Ordem dos Médicos, está e estará sempre disponível para o diálogo com o Governo.

Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio