Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Primeiro estranha-se, depois entranha-se... E pode?

11 junho 2018
Primeiro estranha-se, depois entranha-se... E pode?
Só assim se pode compreender o silêncio cúmplice dos responsáveis máximos deste jardim à beira mar plantado, e onde a culpa morre solteira em canteiros bem adubados...

Estamos no Século XXI... As juras de amor a um Serviço Nacional de Saúde ecoam por ruas e vielas de um país sentido, como o cantaria aquele trovador dos nossos tempos... Não, não confundir com os arautos de um tal Sistema Nacional de Saúde, que proliferam em campo aberto...

Outra história? Não, afinal é a mesma... a de repetidas denúncias...

Desta vez não num Hospital da capital do Império, de nome São José... mas no ícone propalado como sendo de excelência na prestação de cuidados de saúde, quanto mais não seja pelos resultados gestionários, e na cidade de onde houve nome Portugal ontem celebrado...

Falamos no Hospital de São João, um hospital de fim de linha da cidade do Porto.

E ONDE NÃO EXISTE RADIOLOGIA das 01.00 às 08.00 no Serviço de Urgência.

Dispensamo-nos de referir as múltiplas situações clínicas em que uma simples ecografia é um precioso auxiliar para o diagnóstico e atitude terapêutica em contexto de urgência.

Já agora: o  Sindicato Independente dos Médicos lida bem com a indignação precoce e quando promove as suas denúncias tem para elas suporte documental qbp.

Que a Comunicação Social se indigne... e que a quem compete a defesa dos doentes, direta ou indiretamente por competência delegada pelo Estado, se mexa...
Últimos ConcursosVer Concursos

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio