Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Ministra da Saúde resolve problema das urgências

07 dezembro 2019
Ministra da Saúde resolve problema das urgências
Na sequência das declarações da Ministra da Saúde difundidas pela Antena 1 ("Não me parece que haja falta de médicos no Centro Hospitalar e Universitário do Algarve nem nos Hospitais da Universidade de Coimbra”), o SIM congratula-se por finalmente o país ter ficado com o problema resolvido do funcionamento deficiente dos serviços de urgência (e de em última instância terem que ser parcialmente encerrados).

Para a ministra, o que é preciso é "rever escalas e formas de organização”. E no caso concreto do CHUA, Marta Temido disse que "as escalas deste mês estão completas e que, se for necessário e as equipas internas sentirem incapacidade de fazer mais trabalho extraordinário, há equipas alternativas”.

Marta Temido disse ainda que o recurso a "prestadores de serviços” não é desejável, mas "a nós cumpre-nos, em primeira mão, responder às necessidades assistenciais da população”.

Portanto, aquilo que médicos e entidades que os representam, Ordem dos Médicos e Sindicatos, denunciam quanto a falta de recursos médicos é falso. As tomadas de posição pública dos Cirurgiões de Faro e dos Internistas de Coimbra são atitudes de má-fé...

Consta-se que Marta Temido terá avocado a si mesma a elaboração das escalas e constituição das equipas de urgência (e obviamente de acordo com as orientações técnicas existentes), numa cabal demonstração de organização. Gestor e governante é para isso mesmo.

E definitivamente decidido ignorar gastos em prestadores de serviços, preferindo pagar mais a tais prestadores do que rever as grelhas salariais dos médicos dos quadros do SNS para valores dignos.

Partilhar

Tags

Horas ExtraCalculadora

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio