Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.Saiba mais

Compreendi
aa

Sindicato Independente dos Médicos

Mais uma médica agredida num serviço de urgência (Hospital Setúbal)

27 dezembro 2019
Mais uma médica agredida num serviço de urgência (Hospital Setúbal)
O Sindicato Independente dos Médicos - SIM - solidariza-se com a médica barbaramente agredida no Serviço de Urgência do Hospital de São Bernardo - Setúbal, e que acabou por ter de ser operada de urgência a lesão oftalmológica no Hospital de São José.

Exara de novo o seu veemente protesto por, mais uma vez, este crime público ser encarado por parte de alguns protagonistas do sistema de justiça com alguma ligeireza restituindo o agressor à liberdade e perpetuando o sentimento de impunidade.

O SIM continuará a desenvolver iniciativas junto do poder político no sentido de responsabilizar os "criminosos” e proteger os profissionais médicos que diariamente protegem os seus utentes na saúde e na doença.

Salienta igualmente a necessidade de os médicos tomarem medidas que possam prevenir e dissuadir este tipo de comportamentos, e para tal elaborou para os seus associados instruções sobre o que fazer em caso de violência praticada contra os trabalhadores médicos.

Será de equacionar ainda que em situações semelhantes os médicos ao serviço interrompam a sua atividade - à exceção dos doentes laranja e vermelhos - em solidariedade para com as vitimas e até que estejam restabelecidas plenas condições de segurança

Por último, o SIM agradece ao Conselho de Administração do Hospital de São Bernardo a consagração lapalissiana de que exercer medicina num serviço de urgência é um atividade de risco. Esperemos que a Sra. Ministra o ouça.

Secretariado Nacional,

Lisboa, 27 de dezembro de 2019
Horas ExtraCalculadora

Torne-se sócio

Vantagens em ser sócio